Receba novidades em seu e-mail
OK
Área do usuário

Exercícios sobre o Relevo brasileiro

Teste os seus conhecimentos: Faça exercícios sobre o Relevo brasileiro e veja a resolução comentada.


Por Wagner de Cerqueria e Francisco
  • Questão 1

    O que é relevo?

    ver resposta


  • Questão 2

    Quais os fatores responsáveis pela modelação do relevo?

    ver resposta


  • Questão 3

    (UEMS – MS. Adaptada)

    O relevo terrestre é resultante da atuação de dois conjuntos de forças denominadas agentes do relevo, que compreendem os agentes internos ou criadores do relevo e os agentes externos ou modificadores do relevo. Podemos considerar agentes internos e externos, respectivamente:

    a) Tectonismo e intemperismo

    b) Águas correntes e seres vivos

    c) Vento e vulcanismo

    d) Águas correntes e intemperismo

    e) Abalos sísmicos e vulcanismo

    ver resposta


  • Questão 4

    Conforme  Jurandyr Ross, o relevo brasileiro é classificado em planaltos, planícies e depressões. Aponte as principais características dessas formas de relevo.

    ver resposta




Respostas


  • Resposta Questão 1

    O relevo é caracterizado pelo conjunto das diferenças de nível da superfície da crosta terrestre, resultantes de mudanças que em geral, ocorrem em processos que duram milhões de anos. Portanto, relevo é o conjunto de formação rochosa da superfície do planeta.  

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    O relevo é modelado por dois tipos de forças que atuam simultaneamente: as internas (endógenas) e as externas (exógenas).

    Internas ou endógenas – São responsáveis pela criação do relevo. Origina-se da crosta da Terra ou do Manto (camada localizada abaixo da crosta). Os agentes endógenos são formados pelo tectonismo, o vulcanismo e os abalos sísmicos.

    Externas ou exógenas – É o conjunto de elementos que modelam o relevo terrestre. É representado pelo intemperismo, que consiste num processo de modelação do relevo por meio dos fatores climáticos (chuva, temperatura, ventos e geleiras). O intemperismo pode ser classificado como físico e químico:
    Intemperismo físico – as rochas sofrem mudanças no tamanho e no formato em função da variação da temperatura.
    Intemperismo químico – a ação da água altera a composição química da rocha.   

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    a) Verdadeiro – O tectonismo consiste numa ação endógena, ou seja, no interior da terra, manifestando-se pela tectônica das placas. O intemperismo é um agente exógeno, consiste num conjunto de elementos físicos e químicos que modelam o relevo (chuvas, ventos, temperatura, etc.) 

    b) Falso – As águas correntes não são consideradas agente interno modificador do relevo.

    c) Falso – O vento é um elemento modificador do relevo, no entanto, é considerado um agente externo, e não interno. O vulcanismo é um elemento interno modificador do relevo.

    d) Falso – O intemperismo realmente é um agente externo modificador do relevo, porém, águas correntes não são consideradas modeladores internos do relevo.

    e) Falso – O vulcanismo não pode ser considerado um agente externo, visto que sua formação ocorre no interior da Terra, sendo, portanto, um agente interno (endógeno).

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

     

    Planaltos – São formas de relevo elevadas, com superfície irregular e altitudes variáveis, no entanto, superiores a 300 metros. Apresentam grandes dificuldades ao processo erosivo. Podem ser encontradas em qualquer tipo de estrutura geológica. Nas bacias sedimentares, os planaltos caracterizam-se pela formação de escarpas (terrenos íngremes) em áreas de fronteira com as depressões. Formam também as chapadas, extensas superfícies planas de grande altitude. Nos planaltos que correspondem aos cinturões orogênicos predominam morros, canais, vales profundos e também topos planos em forma de chapadas.

    Depressões – São áreas inclinadas em consequência do processo erosivo que se forma entre as bacias sedimentares e os escudos cristalinos. Algumas das depressões localizadas às margens de bacias sedimentares são chamadas depressões marginais ou periféricas. Elas estão presentes em grande número no território brasileiro e são de variados tipos, localizando-se entre 100 e 500 metros de altitude.

    Planícies – São unidades de relevo geologicamente muito recentes, situadas em áreas mais restritas, sujeitas, em alguns casos, à inundação. É uma superfície extremamente plana, sua formação ocorre em virtude da sucessiva depressão de material de origem marinha, lacustre ou fluvial em áreas planas. Normalmente, estão localizadas próximas do litoral ou dos cursos dos grandes rios e lagoas. As altitudes variam entre 0 e 100 metros.
     

    voltar a questão


Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas
  • sexta-feira | 27/06/2014 | deisy

    bom demais pra quem tá no 6 ano ainda aprendendo

  • terça-feira | 15/04/2014 | Monalisa

    Ebaa fechei

  • segunda-feira | 15/07/2013 | Bianka loyse c...

    adorei fiz grande descobertas

  • quinta-feira | 06/06/2013 | flavia

    Adorei





Brasil Escola nas Redes Sociais