Receba novidades em seu e-mail
OK
Área do usuário

Exercícios sobre o Bandeirantismo

Questões sobre essa instigante atividade desenvolvida no Brasil Colônia.


Por Rainer Gonçalves Sousa
  • Questão 1

    (Fuvest-SP) Qual destas definições expressa melhor o que foram as Bandeiras?

    a) Expedições financiadas pela Coroa que se propunham exclusivamente a descobrir metais e pedras preciosas.

    b) Movimento de fundo catequético, liderados pelos jesuítas para a formação de uma nação indígena cristã.

    c) Expedições particulares que apresavam os índios e procuravam metais e pedras preciosas.

    d) Empresas organizadas com o objetivo de conquistar as áreas litorâneas e ribeirinhas.

    e) Incursões de portugueses para atrair tribos indígenas para serem catequizadas pelos jesuítas.

    ver resposta


  • Questão 2

    (UFU-MG) A atividade bandeirante marcou a atuação dos habitantes da Capitania de São Vicente entre os séculos XVI e XVIII.

    A esse respeito, assinale a alternativa correta.

    a) Buscando capturar o índio para utilizá-lo como mão de obra, ou para descobrir minas de metais e pedras preciosas, o chamado bandeirismo apresador e o prospector foram importantes para a ampliação dos limites geográficos do Brasil colonial.

    b) As bandeiras eram empresas organizadas e mantidas pela Metrópole, com o objetivo de conquistar e povoar o interior da colônia, assim como garantir, efetivamente, a posse e o domínio do território.

    c) As chamadas bandeiras apresadoras tinham uma organização interna militarizada e eram compostas exclusivamente por homens brancos, chefiados por uma autoridade militar da Coroa.

    d) O que explicou o impulso do bandeirismo do século XVII foi a assinatura do tratado de fronteiras com a Espanha, que redefiniu a linha de Tordesilhas e abriu as regiões de Mato Grosso até o Rio Grande do Sul, possibilitando a conquista e a exploração portuguesa.

    e) Derivado da bandeira de apresamento, o sertanismo de contrato era uma empresa particular, organizada com o objetivo de pesquisar indícios de riquezas minerais, especialmente nas regiões de Mato Grosso e Minas Gerais.

    ver resposta


  • Questão 3

    (Fuvest-SP) "... gente acostumada a penetrar sertões e tolerar as fomes, sedes e inclemências dos climas e dos tempos..."

    D. Frei Manuel da Ressurreição, 1689.

    "... só o valor e a muita experiência da guerra dos sertões com que os paulistas se acham podem destruir e conquistar os bárbaros cujo sossego depende das armas dos paulistas sempre vitoriosos dos bárbaros do Brasil"
    D. João de Lencastre,
    1967

    Como se explicam as características especiais dos bandeirantes paulistas e sua opção pelas atividades sertanistas durante os séculos XVI e XVII?

    ver resposta


  • Questão 4

    (FGV-SP) "(...) assistimos no final do século XVII, após a descoberta das minas, não a uma nova configuração da vila nem à ruptura brusca com o padrão anterior, ao contrário, à consolidação de todo um processo de expansão econômica, de mercantilização e de concentração de poder nas mãos de uma elite local. A articulação com o núcleo mineratório dinamizará este quadro mas não será, de forma alguma, responsável por sua existência."

    BLAJ, Ilana. A trama das tensões. São Paulo, Humanitas, 2002, p. 125.

    O texto acima refere-se:

    a) à vila de São Luís e ao seu papel de núcleo articulador entre a economia exportadora e o mercado interno colonial.

    b) à vila de São Paulo, cuja integração a uma economia de mercado teria ocorrido antes da descoberta dos metais preciosos.

    c) à vila de Ouro Preto, importante centro agrícola e pecuarista encravado no interior da América portuguesa.

    d) à vila de Cuiabá, principal entreposto de tropeiros e comerciantes que percorriam as precárias rotas do Centro-Sul.

    e) à vila de Mariana, importante centro distribuidor de indígenas apresados pelos bandeirantes.

    ver resposta


  • Questão 5

    (UNESP) "Nossa milícia, Senhor, é diferente da regular que se observa em todo o mundo. Primeiramente nossas tropas com que vamos à conquista do gentio bravo desse vastíssimo sertão não é de gente matriculada no livro de Vossa Majestade, nem obrigada por soldo, nem por pagamento de munição."
    (Carta de Domingos Jorge Velho ao rei de Portugal, em 1694.)

    De acordo com o autor da Carta, pode-se afirmar que

    a) os bandeirantes possuíam tropas de mercenários, pagas pela metrópole, com o objetivo de exterminar indígenas.

    b) havia proibição oficial de capturar índios para a escravização e os bandeirantes pretendiam evitar ser punidos pelos colonos e pelos espanhóis.

    c) os exércitos portugueses, organizados na colônia, tinham a particularidade de serem compostos por indígenas especializados em destruir quilombos.

    d) algumas tribos indígenas ameaçavam a segurança dos colonos e as bandeiras eram tropas encarregadas de transportar os nativos para as reduções religiosas.

    e) muitas das bandeiras paulistas eram constituídas por exércitos particulares, especializados em exterminar e capturar indígenas para serem escravizados.

    ver resposta




Respostas


  • Resposta Questão 1

    Letra C. Ao longo dos séculos XVI e XVII, o bandeirantismo se consolidou como uma das mais ativas e significativas atividades econômicas do período colonial. Sem a disposição de boas armas ou material apropriado, vários homens se embrenhavam pela mata em busca de recursos que incrementassem o seu sustento. Em geral procuravam índios para serem apresados e vendidos como escravos; drogas do sertão; e realizavam a busca por metais preciosos ao longo do território percorrido.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    Letra A. Desenvolvendo como uma espécie de atividade econômica e militar, os bandeirantes se embrenhavam no interior do nosso território em busca de comunidades indígenas a seres apresadas e escravizadas. Não raro, atacavam os arredores das reduções jesuíticas, onde era possível encontrar índios “amansados” em grande quantidade. Ao mesmo tempo, aproveitavam dessas mesmas expedições para buscarem alguma região farta em metais preciosos. Ao longo do tempo, a ação dos bandeirantes foi de suma importância na fixação de outros centros urbanos e o consequente alargamento das fronteiras que demarcavam o território brasileiro.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    Contrariando a clássica e romântica visão de heróis fortes e destemidos, a grande parte dos bandeirantes eram colonizadores da região de São Vicente que viviam da economia de subsistência e, por tal, razão tinha nas bandeiras a obtenção de outra fonte de renda. Sob tal aspecto, vemos que estes entravam em conflito com as comunidades indígenas visando a obtenção de escravos para serem utilizados por eles próprios ou comercializados em regiões onde a mão de obra africana era escassa. No contexto das invasões holandesas, momento em que o abastecimento de escravos africanos sofre uma séria crise, o apresamento de indígenas feito pelos bandeirantes teve grande presença na economia colonial.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

    Letra B. Analisando o documento oferecido na questão, percebemos que a mineração somente acelerou um processo de diversificação econômica que já acontecia antes da descoberta das jazidas de metais e pedras preciosas. De tal modo, não podemos colocar a atividade mineradora como evento fundamental na criação de novos centros urbanos e na diversificação da economia colonial. Como exemplo, o gabarito indica a cidade de São Paulo como um centro urbano que já experimentava tal situação antes do desenvolvimento da mineração.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 5

    Letra E. Salientado o trecho do documento em que se faz referência à “à conquista do gentio bravo”, observamos a ação dos bandeirantes contra as comunidades indígenas localizadas no sertão do Brasil. Visando a obtenção de força de trabalho e lucro comercial, os bandeirantes não poupavam esforços em perseguirem os nativos e transformá-los em escravos. De tal modo, percebemos que a violência e o conflito integravam o cotidiano dessas figuras do mundo colonial.

    voltar a questão


Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas




Brasil Escola nas Redes Sociais