Receba novidades em seu e-mail
OK
Área do usuário

Exercícios sobre o movimento operário brasileiro

O movimento operário brasileiro se fortaleceu durante o início do século XX, resultando em grandes greves.


Por Tales dos Santos Pinto
  • Questão 1

    (UFES) O movimento operário no Brasil iniciou-se em fins do século XIX e tinha como principal objetivo colocar um fim à exploração capitalista e construir uma nova sociedade. Na década de 10 do século seguinte, viveu anos de fortalecimento, quando as principais cidades brasileiras foram sacudidas por greves, sendo uma das mais importantes a de 1917, em São Paulo, em que 70 mil trabalhadores cruzaram os braços, exigindo melhores condições de trabalho e aumentos salariais. Os anos 20, apesar de alguns avanços em termos de legislação social, foram difíceis para o movimento operário, que foi obrigado a enfrentar grandes desafios, entre os quais o recrudescimento da repressão por parte do governo. Apesar disso, não se pode deixar de reconhecer que foi nessa década que o movimento operário brasileiro ganhou maior legitimidade entre os próprios trabalhadores e a sociedade mais ampla, transformando-se em um ator político que iria atuar com maior desenvoltura nas décadas seguintes.

    Tendo como referência o texto acima, é correto afirmar que:

    1. a classe operária assumiu a liderança de articulação sindical nacional, e sua principal conquista obtida pela greve de 1917 foi a criação do Ministério do Trabalho, cujo objetivo era enfrentar a questão social dos baixos salários.
    2. os operários imigrantes tiveram participação expressiva na organização política do país e na criação de jornais, defendendo princípios oligárquicos e difundindo ideais vinculados ao totalitarismo, principalmente o nazismo e o comunismo.
    3. o movimento operário no Brasil, nas primeiras décadas do século XX, recebeu forte influência do anarquismo e do anarco-sindicalismo, que fomentaram a criação, em 1932, do Partido Comunista Brasileiro, ligado à III Internacional.
    4. a proibição do trabalho infantil até os 12 anos e a fixação de jornada de trabalho diária de oito horas agitavam as principais bandeiras da classe operária, no início da organização sindical no Brasil.
    5. o sindicalismo brasileiro surgiu no ABC paulista, por meio da organização de greves nas grandes montadoras de automóveis e da superação das diretorias sindicais pelegas, apesar da grande resistência imposta pelos governos da Primeira República.

    ver resposta


  • Questão 2

    (Unicamp-SP, adaptado)

    “Na repressão à greve de 1917, em São Paulo, o Comitê de Defesa dos Direitos do Homem do Rio de Janeiro denunciou: Todos os componentes do Comitê de Defesa Proletária e os membros mais ativos dos sindicatos, das ligas, dos centros e dos periódicos libertários foram agarrados e encarcerados. As oficinas em que se fazia o seminário A Plebe foram invadidas, tendo sido o seu diretor preso. Para muitos presos, foi preparada a expulsão do território nacional.”

    PINHEIRO, Paulo Sérgio e HALL, Michel. A classe operária no Brasil: 1889-1930. São Paulo: Brasiliense, 1981. v. 2. adaptado.

    Com referência às informações apresentadas pelo texto, analise as duas colunas abaixo, indicando posteriormente qual alternativa indica as relações corretas entre as duas.

    1) Imprensa Operária

     

    a) Envio dos trabalhadores estrangeiros aos seus países de origem.

    2) Greve de 1917

     

    b) formados principalmente por imigrantes de origem europeia, e que participaram da organização dos primeiros sindicatos.

    3) Forma de repressão policial

     

    c) Tinha por objetivo a publicação de periódicos através dos quais eram difundidas informações sobre as condições de trabalho, os objetivos das lutas e as formas de organização política e sindical.

    4) Grupos anarquistas

     

    d) Onda de manifestações ocorridas principalmente na cidade de São Paulo, levando milhares de trabalhadores às ruas, numa das maiores mobilizações operárias da história do Brasil.

         
    1. 1-b; 2-d; 3-d; 4-a.
    2. 1-c; 2-d; 3-a; 4-b.
    3. 1-d; 2-a; 3-c; 4-b.
    4. 1-b; 2-c; 3-d; 4-a

    ver resposta


  • Questão 3

    Durante o período da República Velha iniciou-se o processo de industrialização de algumas regiões brasileiras, mudando o cenário urbano e social dessas localidades. Um dos principais atores surgidos nesse processo de industrialização foi a classe operária, impondo-se politicamente e acarretando a repressão dos governos do período. Sobre a classe operária brasileira do final do século XIX e início do XX é correto afirmar que:

    1. Na primeira década do século XX, o Brasil já tinha um contingente operário com mais de 100 mil trabalhadores, sendo a grande maioria concentrada nos estados da Bahia e Pernambuco.
    2. Frente ao crescimento das manifestações operárias, o governo promulgou uma lei que garantia a permanência dos estrangeiros, mesmo que fossem considerados uma ameaça à ordem.
    3. A repressão à greve de 1917 somente inflamou os operários a organizarem passeatas maiores pelo centro da cidade de São Paulo e também a formarem barricadas que se espalharam pelo bairro do Brás resistindo ao fogo aberto pelas autoridades.
    4. No início da formação dessa classe de trabalhadores houve o predomínio de imigrantes asiáticos fortemente influenciados pelos princípios confucionistas e hinduístas.
    5. Os trabalhadores fabris se uniram inicialmente em círculos religiosos que, futuramente, seriam determinantes para o surgimento dos primeiros partidos políticos.

    ver resposta


  • Questão 4

    A formação da classe operária brasileira no início do século XX foi um processo de luta contra os patrões pelas melhorias de salários e condições de trabalho, e também contra o governo, que se recusava a aceitar as reivindicações de alteração na legislação e também pela repressão desencadeada aos movimentos contestatórios. Sobre este processo da história da República brasileira, responda:

    1. Quais as duas principais tendências políticas que influenciavam os trabalhadores e quais foram as organizações resultantes dessas influências?
    2. Depois de 1930, qual foi o futuro dessas correntes políticas no Brasil?

    ver resposta




Respostas


  • Resposta Questão 1

    Letra D. As reivindicações no início das lutas operárias no Brasil estavam relacionadas sim a limites a serem impostos aos patrões na exploração dos trabalhadores.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    Letra B.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    Letra C. A greve de 1917 parou a cidade de São Paulo durante alguns dias, sendo que os trabalhadores sofreram forte repressão das forças policiais, resultando, no mínimo, na morte de um operário.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

    1. As duas principais tendências políticas foram a anarquista e a comunista, resultando na formação dos sindicatos de operários e do Partido Comunista Brasileiro.
    2. A tendência anarquista e os sindicatos por eles coordenados sofreram grandes derrotas, sendo que os sindicatos foram extintos e diminuída drasticamente a influência anarquista sobre os operários brasileiros.  Já os comunistas continuaram a atuar após este período, mas devido à forte repressão tiveram que realizar suas atividades, em muitos momentos, na clandestinidade.

    voltar a questão


Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas




Brasil Escola nas Redes Sociais